1º Encontro de Práticas e Pesquisas em Educação do Campo foi realizado em Paranã

0

Promovido pelo programa de Pós-graduação em Educação do Campo – Práticas Pedagógicas, e pela Graduação em Educação do Campo – artes visuais e música, do Câmpus de Arraias, o I Encontro de Práticas e Pesquisas em Educação do Campo ocorreu no município de Paranã – Tocantins, no dia 21 de maio.

O evento foi uma iniciativa dos alunos da graduação e pós-graduação do campo, orientados pelos professores Silvia Moura e Alessandro Pimenta. A ação contou ainda com a participação de professores da educação básica de Paranã, egressos da pós-graduação, discentes oriundos de comunidades quilombolas e lideranças comunitárias. Reforçando seu foco extensionista, o Encontro contou com apresentações culturais de Suça, defesas de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC), apresentações orais acadêmicas, além de discussões sobre a cultura local e a atual situação das escolas do campo; passando pela questão formativa dos professores e importância dos movimentos sociais da região nesse processo.

Para o professor Alessandro Pimeta, “a educação do campo na UFT tem colaborado para o diálogo dos saberes locais e acadêmico, possibilitado que os povos do campo sejam autônomos, engajados e protagonistas de mudanças em sua comunidade”. Já no olhar de Enedino Benevides Neto, aluno da Educação do Campo e líder comunitário, “Paranã nunca teve um encontro assim. Queremos a universidade próxima de nós, e sentimos que a UFT também tem esse desejo,pois de fato estão próximos”.

Para os professores envolvidos, a frase é paradigmática, pois contando com os aprovados na última seleção, o curso de educação do campo terá mais de 40 alunos de graduação oriundos de Paranã, muitos deles quilombolas. Segundo a professora Silvia Moura, “ver a superação e o empoderamento intelectual de professores e alunos da educação básica faz com que a cultura local seja realmente valorizada, e a formação docente seja bem qualificada”, finaliza.

Fonte: UFT – Universidade Federal do Tocantins

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade